Coronavírus: Devo remarcar ou cancelar a viagem?

Coronavírus: Devo remarcar ou cancelar a viagem?

Muitas pessoas estão se perguntando sobre o que fazer com os pacotes e hospedagens adquiridos antes da pandemia de coronavírus ter se alastrado pelo mundo e as autoridades terem recomendado o isolamento para evitar o contágio. 

O cenário suscita cuidados, em especial às condições de saúde da população. A China já conseguiu estabilizar a doença, as pessoas que seguiram à risca os procedimentos orientados pelos órgãos de saúde pública, já se encontram estáveis e os casos vem diminuindo no país.

No Brasil, a situação se agravou logo depois do carnaval. Inúmeras pessoas ignoraram os sintomas e continuaram suas rotinas normais, no convívio diário com familiares e colegas de trabalho, faculdades entre outros grupos. Com o aumento do número de casos, a sociedade se encontra cada vez mais indecisa na hora de decidir o que fazer.

A situação parece se agravar para quem comprou um pacote de viagens ou fez reservas de voos e de hospedagens para destinos internacionais. E o que fazer com um pacote que não será utilizado no prazo para o qual foi adquirido?

Não cancele sua viagem, remarque!

Sabemos que a situação exige cautela, porém é necessário considerar que um investimento foi feito e essa crise é temporária, podendo se estender por um ou dois meses, no máximo. Com o cancelamento da viagem, você perderá a oportunidade de assegurar um pacote comprado com um valor acessível e, ainda assim, muitas companhias não estão ressarcindo em 100% os valores.

Vantagens em adiar a data da viagem

Já adiando e remarcando a sua viagem, além de você não perder o que já investiu não terá novos gastos ao realizar uma nova compra. O dólar aumentou consideravelmente e vai demorar um certo tempo para você colocar suas finanças no azul outra vez. Remarcando a viagem, por sua vez, você garantirá uma viagem dentro do que você já havia se planejado, apenas adiando a data.

Quanto às passagens aéreas, convém analisar as regras propostas por cada companhia e recorrer à apoio jurídico caso não haja acordo entre as partes. Você deve considerar também se a compra foi realizada com seguro ou não.

Mais tempo para se organizar

Uma viagem, sobretudo, quando é um pacote internacional, requer muito tempo para planejar e organizar a logística.  Seguro-viagem, a mala ideal, o que levar para vestir, com quem deixar os animais de estimação, são apenas algumas preocupações que todo viajante tem antes de viajar. Com o adiamento das reservas, você terá mais tempo para organizar inclusive suas finanças, uma vez que os preços tendem a aumentar com a alta temporária do dólar.

Reagendando as viagens dará mais tempo para você estabelecer um roteiro seguro de lugares para visitar, analisando os valores dos tickets, as principais atrações, bem como estabelecendo um teto financeiro de quanto realmente deseja pagar no final da viagem.

Por essa razão, não cancelem suas viagens, remarque-as. Ajude o turismo a passar desta fase difícil para todos.

O Hurb valoriza o que é importante: você. Viva mais histórias felizes.


O artigo é uma contribuição da Redação do Hurb

Deixe uma resposta

Fechar Menu