Informações importantes para quem está vendendo o carro

Informações importantes para quem está vendendo o carro

Se você está pensando em vender o seu veículo, existem inúmeras maneiras de fazer isso, são elas: Vender de forma particular ou em uma loja. E essas opções de venda faz com que muitos fiquem na dúvida por qual delas optar.Bom, se decidir fazer isso por conta própria, deve estar por dentro de qual o melhor preço e quais os cuidados deve tomar para fazer uma venda segura.

Vender carro na loja ou particular?

A primeira coisa que você tem que decidir é se vai vender seu veículo de forma particular ou venderá em uma loja. E essa decisão é importante, pois existem diferenças entre os dois tipos de venda. Veja agora as vantagens e desvantagens de cada uma e decida, com base na sua situação, qual é a melhor opção para você:

VENDA ATRAVÉS DE UMA LOJA ESPECIALIZADA X VENDA PARTICULAR

A venda por meio de uma loja especializada é a mais procurada por aqueles que  precisam vender o carro rapidamente. Assim, você não precisa se preocupar em anunciar, basta levar seu veículo para uma pré avaliação e decidir se aceita deixar seu carro pelo valor estabelecido pela loja. Mas, saiba que: A loja irá oferecer o veículo muito abaixo do que você decidiu, sobretudo se você tiver como base o preço de tabela. Existe uma explicação bem simples para isso. Quando você deixa um veículo em numa loja de carros usados em SP, você inclui mais uma parte que precisa lucrar com aquela venda, ou seja, a loja.

 Como o valor final não pode aumentar, o que altera é o valor que eles vão te oferecer. Alguns veículos possuem um bom preço na hora de revender e  normalmente são mais fáceis de ser negociados, porém outro, na maioria das vezes são difíceis de sair para alguns vendedores. E é justamente nesses casos que o proprietário  pode receber uma oferta menor do que o esperado. Uma opção é deixar o seu veículo em uma loja de forma consignada. Assim, alguém vende o carro e você paga somente uma taxa após isso.

 Procure por informações sobre a reputação da loja antes de deixar seu veículo sob responsabilidade. Se optar pela loja a venda pode ser mais rápida, já venda particular exige mais tempo e cautela. Além disso, você precisa preparar seu veículo para vendê-lo, escolher a forma de venda e depois negociar com os interessados. Mas é aí que entra a vantagem, pois o valor final costuma ser o estabelecido por você, pois ao negociar baseando-se na tabela se torna mais fácil, além de que você estará no controle de toda situação, podendo expor de forma assertiva os pontos positivos do carro.

Condições do veículo

Sempre se coloque no lugar do comprador e pense nas condições em que você gostaria de encontrar aquele veículo? Então, preserve o seu veículo e faça reparos caso necessário, pois este será um diferencial do seu veículo. Também é recomendável higienizar a parte interior do veículo. Um ponto que muitos interessados irão observar é o estado do motor.

Apesar de ser algo delicado e exigir um especialista que realmente entenda o serviço, esse é um fator que pode evitar desinteresse ao mostrar as condições do veículo para os interessados. Sempre opte em deixar o carro o mais próximo possível do original. Por mais que ele possua  algum acessório extra, pode ser que o comprador não estar procurando por um veículo assim.

Histórico do veículo

Se quiser vender seu carro mais rápido, passe segurança para os possíveis compradores. Por isso é importante que apresente um bom histórico do veículo, incluindo a nota fiscal de compra e de qualquer reparo feito, comprovantes de revisões e tudo o que envolva o veículo. Além disso, possuir uma chave reserva é sempre recomendável. Por exemplo, se você possuir um Gol à venda mesmo ele sendo um carro antigo, mantenha ele em perfeitas condições, mas não só visualmente, e sim toda documentação e trâmites que favoreçam ambas as partes envolvidas na negociação.

Anuncie seu veículo

Existem inúmeras maneiras de vender um veículo. Dentre as mais procuradas estão os anúncios online, pois a partir deles, você atinge um número maior interessados. Mas apenas anunciando não fará efeito algum se você não fizer um anúncio da maneira correta, e que realmente chame a atenção dentre os demais veículos à venda. Sempre observe os anúncios feitos em classificados e verá inúmeros anúncios malfeitos e que não são atrativos.

 Muitos pecam ao colocar fotos de má qualidade e uma descrição sem as características necessárias . Em relação às imagens, elas devem possuir uma boa iluminação e mostrar tudo o que realmente importa ao interessado Procure publicar de 3 à 6 fotos, que mostre a frente, a lateral e a traseira do carro, também a condições do painel e claro a parte externa. Além disso, você também pode mostrar o porta-malas, a conservação dos pneus e claro o motor. Já na descrição, descreva todas as qualidades do veículo e certifique-se de colocar as informações corretas sobre o modelo, como quilometragem e o valor. Para ter uma base sobre o valor que vai solicitar use a tabela FIPE, além disso você também fica por dentro do valor que os demais vendedores estão cobrando em um  modelo igual ao seu e principalmente na sua região. Não esqueça de mencionar qualquer detalhe que seja mais atrativo do que os outros anúncios. Valorize o que está vendendo.

Receba os interessados no veículo

Esse fator exige um pouco mais de paciência, pois você pode demorar meses para encontrar um comprador para o seu veículo. Por isso, receba todas as pessoas que se interessam pelo carro. Não se esqueça de agendar um horário específico, pois assim você terá tempo de fazer um check up no veículo antes do interessado chegar ao local marcado. E se a pessoa demonstrar o mínimo de interesse, mantenha  contato e responda todas as dúvidas que ela tiver. Assim você demonstra segurança a este interessado e ele perceberá que você não é uma pessoa má intencionada para negociar.

Fechando negócio

Se toda negociação der certo e as partes aceitarem uma proposta agradável, então o negócio já está fechado. Lembre-se de não aceitar o pagamento em dinheiro ou cheques, procure sempre fazer tudo através de um banco. E não se esqueça de preencher o certificado de registro com os dados do então comprador, enviando uma cópia autenticada ao Detran, evitando assim qualquer stress com futuras multas ou outros problemas envolvendo o veículo.

Gostou deste artigo? Compartilhe em suas redes sociais para que mais pessoas saibam as informações importantes na hora de vender um veículo!


Gustavo Teixeira

Deixe uma resposta

Fechar Menu