Gestão Orçamentária: tudo que você precisa saber para a sua empresa

Gestão Orçamentária: tudo que você precisa saber para a sua empresa

Você já ouviu falar em gestão orçamentária? Essa técnica, realizada em diversas etapas, é responsável por cuidar da estabilidade de uma determinada empresa, uma vez que a administração das finanças diz respeito à saúde de um negócio.

Desse modo, é preciso pensar em maneiras de organizar seus gastos para que situações de crise sejam evitadas. Controlar a receita, planejar quais são as despesas com funcionários, estrutura, dentre outras atividades, fazem parte da gestão orçamentária. 

Sendo assim, unir os setores financeiro e contábil torna-se fundamental para que o comércio tenha uma boa gestão.

Pensando nisso, confira neste texto como funciona esse processo, as vantagens de aplicá-lo e como ele pode ajudar sua empresa. Acompanhe!

Afinal, o que é gestão orçamentária?

Para se manter, um negócio equilibra as suas despesas de maneira que haja recursos para todas as demandas e setores. Na prática, a gestão orçamentária trata-se do planejamento que é preciso ser feito para alcançar o equilíbrio financeiro.

A receita é analisada e todos os gastos e investimentos futuros são anotados, para que haja uma organização nos próximos meses. Nesse sentido, ela pode ser feita em intervalos de tempos, ou seja, mensalmente, anualmente ou por semestre. 

Além disso, ela se trata de planejar o futuro, sendo feita para que os objetivos sejam alcançados e, assim, o negócio é capaz de se estruturar para que eles sejam atingidos. Com base nas prioridades, a administração define como será o comportamento no futuro. 

Isso quer dizer que se for preciso fazer cortes ou investimentos, isso vai ser identificado e permitir que os gestores façam uma gestão que priorize as metas. 

A gestão orçamentária deve ser feita por qualquer estabelecimento que deseja ter controle, desde um escritório de advocacia até uma imobiliária que alugue sala de reunião por hora

Por fim, com esse processo, os gestores compreendem melhor a saúde do negócio, de modo que os resultados são analisados e ajudam nas decisões futuras. Portanto, esse método ajuda não somente com as metas, mas também com o dia a dia. 

O que a empresa ganha com a gestão orçamentária?

Para garantir a sustentabilidade de um negócio no futuro, é preciso que o setor financeiro seja bem administrado, e não se complicar com a receita e se perder nas finanças pode ser uma dificuldade para a empresa. 

No entanto, para aqueles que aderiram o uso da técnica, algumas conclusões podem ser feitas, de maneira que a atuação do departamento seja melhorada. Portanto, algumas das vantagens o método são:

  • Melhora a rentabilidade;
  • Auxilia nas decisões; 
  • Investimentos mais seguros;
  • Possibilidade de novas parcerias.

Usar a técnica ajuda na rentabilidade, ou seja, no sucesso econômico do estabelecimento. Como a gestão afeta a organização e também os controles, com ela tem-se a possibilidade de melhorar com o sucesso ganho. 

Assim, uma pessoa que trabalha com gestão patrimonial e aplica a técnica em seu negócio, é possível conseguir pensar no seu futuro, garantindo que não sejam feitas despesas desnecessárias, por exemplo.

Isso porque ter controle sobre o orçamento, evitando prejuízos, além de manter as despesas em ordem, está relacionado com o sucesso do negócio. Por isso, esse recurso permite que o comércio alcance uma boa rentabilidade.

Além disso, com tudo em ordem, a empresa abre a possibilidade de fazer análises que ajudem nas próximas decisões. Se é preciso fazer alguma mudança ou comprar algo, o gestor consegue se certificar de que há condições para isso. 

Isso traz segurança, afinal, muitos estabelecimentos não conseguem se manter porque tomam decisões erradas que, ao invés de ajudar, atrapalham o andamento da empresa. Por isso, ter uma gestão orçamentária pode evitar que um serviço de motoboy passe por isso. 

Outro benefício é que os investimentos podem ser feitos com mais segurança, uma vez que faz parte dessa atividade conhecer a realidade do comércio. Por isso, sem esses dados, há o risco de se realizar más aplicações. 

No entanto, esse conhecimento pode ser obtido com a gestão, que permite que as decisões de investimentos sejam analisadas com mais precisão, prevendo se vai faltar dinheiro ou não, por exemplo. 

Por fim, com um negócio com boa saúde, pode-se aumentar a possibilidade de parcerias com novos estabelecimentos, o que traz segurança tanto para a sua empresa quanto para seus parceiros. 

Assim, além do controle da receita e da possibilidade de estruturar o futuro conforme as metas, existem ainda outras vantagens que podem ser adquiridas se o estabelecimento adotar o uso do recurso.

Como fazer uma boa gestão orçamentária

Cuidar para que a empresa seja bem gerida é uma das preocupações dos administradores. Pensando nisso, a seguir confira o que é preciso saber para implementar em um estabelecimento de modo apropriado.

1 – Conheça as finanças

Antes de iniciar a sua gestão, é preciso conhecer a realidade orçamentária do seu negócio. Por isso, realize um levantamento para identificar as despesas, tanto fixas quanto variáveis, como gastos com infraestrutura, pagamentos, dentre outros que existirem. 

Isso permite que o dono conheça a sua situação e comece a pensar em soluções para que a receita seja mais equilibrada, assim, para aqueles que estão perto do vermelho e nem percebem, é nesse momento que eles tomam conhecimento sobre a realidade. 

Anote tudo de forma organizada, criando um documento. Para os que preferem papel, use a impressão de catálogo, assim, tudo fica visual e pode ser arquivado. 

Além disso, é importante ressaltar que as entradas de capital também não podem ser esquecidas e devem ser anotadas. 

2 – Faça planos para o futuro

A gestão está ligada com o futuro, por isso, com base nas informações que você adquiriu, preveja como será o próximo mês. Por exemplo, use os dados já existentes para perceber se você continua tendo mais retiradas do que entradas. 

As projeções ajudam a prever lucros, mas também prejuízos, permitindo que mudanças sejam feitas para que haja uma mudança nas atividades de modo que o excesso de despesas seja evitado. 

Com a projeção, a fábrica de auto peças nacional pode fazer uma análise de sua situação para conseguir equilibrar as suas finanças corrigindo erros e fazendo reduções para evitar a falência. 

3 – Faça a projeção de cenários

Ninguém nunca sabe quando será necessário fazer reduções, sendo preciso cortar alguns benefícios ou demitir alguns colaboradores. Por isso, faz parte de alcançar o sucesso se preparar para situações que podem surgir.

Projetar esses cenários ajudam a pensar em soluções e também a preparar o orçamento para que a empresa não precise se endividar. Por isso, o ideal é estabelecer novas despesas e pensar em situações que apresentem soluções no orçamento. 

Sendo assim, uma empresa de motoboy pode ter mais de uma opção se tiver incluído no seu plano orçamentário vários cenários, assim, ao acontecer alguma nova situação, o estabelecimento já vai estar preparado para lidar.

4 – Realize acompanhamentos

Para que nada saia fora do planejado, é fundamental que haja um acompanhamento da administração. De nada adianta estruturar toda a técnica se depois não for realizado um acompanhamento e análise. 

É desse modo que é possível identificar se tudo está sendo executado de forma correta, além de garantir que a atuação está sendo em prol de se alcançar um objetivo, isso porque pode ocorrer de tudo estar certo, mas não estar tendo efeitos para as metas. 

Nesse momento, o ideal é observar os indicadores, bem como as entradas e saídas, os investimentos e tudo o que envolve a receita. Isso ajuda para que as decisões sejam realizadas com base em dados concretos. 

Uma fábrica de airbag frontal não pode esquecer de cumprir esta etapa para identificar a situação e as consequências de seu comportamento para o planejamento e para os próximos meses.

5 – Use softwares a seu favor

A tecnologia pode ajudar em várias etapas do processo, por isso, use programas que façam previsões e compreenda os indicadores. Assim, o acompanhamento fica mais fácil, além de permitir que o trabalho seja reduzido. 

Com alguns programas, o setor pode fazer o trabalho mais rápido e dar conta de outras demandas. Além disso, os softwares de gestão trabalham com exatidão, logo, erros vão ser diminuídos. 

Principalmente para as contas que precisam ser somadas, desse modo, um estabelecimento que fornece café da manhã empresarial pode ter mais controle sobre o seu fluxo de caixa, deixando tudo organizado e permitindo que tudo fique controlado. 

Por fim, os programas permitem uma maior centralização, de modo que não seja preciso usar diversas planilhas. Em resumo, o setor de finanças pode ficar mais ágil e também mais otimizado com o uso dessas ferramentas. 

Conclusão

A gestão orçamentária ajuda empresas a se organizarem e se prepararem para o futuro, desse modo, existe a possibilidade de pensar nas despesas dos próximos meses, além de prever cenários surpresa e se preparar para lidar com eles. 

Com isso, o negócio pode ter maior rentabilidade e segurança, garantindo a sua atuação por muito tempo no mercado e evitando prejuízos e possíveis falências. 

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

Deixe uma resposta

Fechar Menu