Material Escolar: como um mesmo material pode custar até 3 vezes mais caro em diferentes lojas?

Material Escolar: como um mesmo material pode custar até 3 vezes mais caro em diferentes lojas?

Chegou a época do ano que papelarias, livrarias, lojas de malas, entre outras, preparam toda sua vitrine, alocam prateleiras e treinam funcionários para atender os pedidos de material escolar. Para os pais, trata-se um gasto que é pontual no mês de janeiro (em alguns casos acaba tendo algumas compras adicionais em Julho), porém, que se não for bem planejado, pode vir a dar uma dor de cabeça na situação financeira da família.

Escolas públicas e particulares, principalmente durante o Ensino Fundamental (1º ao 9º ano) costumam enviar listas de materiais, com a descrição dos itens que os pais precisam comprar tanto para uso individual quanto para uso coletivo, além dos livros. Mesmo no Ensino Médio e no Ensino Superior, os alunos, apesar de normalmente não terem as listas de materiais, também costumam repor estoques de cadernos, canetas e lápis, e livros.

Por ser um gasto tipicamente concentrado em um único mês do ano, muita gente não pensa nele durante o ano todo, e, quando este aparece, acaba tomando um susto, por conta do alto valor que ele pode chegar.

Em relação à compra, algumas escolas já passam a opção da compra coletiva. Outras exigem que a compra dos materiais seja feita individualmente. Neste caso, o primeiro dilema que os pais podem passar é onde comprar os materiais, afinal, existem diversas opções, desde papelarias e lojas de materiais, livrarias, supermercados e lojas de varejo que criam seções especiais, e também, as lojas online. Além disso, há diversas marcas que vendem o mesmo material, o que também pode gerar dúvidas. Portanto, antes da tomada de qualquer decisão, a pesquisa de preços deve ser feita, tanto em estabelecimentos diferentes, quanto em relação a diferentes marcas.

Comparando mesma categoria de produtos numa mesma loja

Para analisar essa variação de preços, começamos com o caso dos cadernos, comparando, dentro da mesma loja, qual a variação dos preços. Estes, além das diversas marcas e lojas, também possuem diferentes tamanhos (quantidades de páginas), e, diferentes capas. O fator capa é um fator muito importante a ser considerado, pois, dependendo do que é apresentado, como é o caso de personagens, há uma questão de direitos autorais envolvida, que obriga quem produz o caderno a pagar para poder representar os personagens. Além disso, os cadernos com capaz mais famosas, que estão na moda, também acabam sendo os mais cobiçados pelas crianças e jovens, o que faz com que sua procura seja maior, impactando também num preço maior.

Abaixo, colocamos a variação de preços do caderno mais barato com o caderno mais caro, em sete lojas diferentes:

Caderno

Folhas Loja 1 Loja 2 Loja 3 Loja 4 Loja 5 Loja 6 Loja 7 Média
96 331,25% 215,00% 231,31% 498,00% 337,80% 322,67%
200 288,16% 288,16% 211,11% 308,53% 307,85% 153,37% 345,57% 271,82%
300 287,50% 167,04% 110,02% 188,19%
Média 302,30% 223,40% 184,15% 403,26% 322,82% 153,37% 345,57% 260,89%

 

O mesmo cenário se repete nas agendas. Os fatores capa, tamanho, estilo e marca fazem a variação de preços, dentro de uma mesma loja, se expressiva. Nesse caso, analisamos os preços das agendas em duas lojas. Na primeira, a mais barata custava R$ 9,99, enquanto a mais cara custava R$ 39,99, praticamente quatro vezes mais. Na outra loja, a agenda mais barata custava R$ 8,99 e a mais cara R$ 24,29, quase três vezes mais cara.

Comparando produtos de mesma marca em lojas diferentes

Além do fator diversidade de tipos e modelos de uma mesma categoria de produto, como fizemos com os cadernos e as agendas anteriormente, também fizemos uma análise de produtos idênticos, vendidos em diferentes lojas. A diferença de preços também é alarmante.

Abaixo, começamos com os números do lápis de cor. Selecionamos 19 lojas, físicas e online, para comparar os preços. Foram listados o preço da loja que cobra mais barato (menor) e o preço da loja que cobra mais caro (maior). A variação mostra a diferença entre estes dois extremos.

Lápis de Cor

Marca Menor Maior Variação
Marca 1  R$  12,40  R$  20,90 169%
 R$  19,90  R$  37,90 190%
 R$  37,90  R$  73,53 194%
Marca 2  R$    8,90  R$  19,99 225%
 R$  17,70  R$  27,90 158%
 R$  23,70  R$  29,99 127%
Marca 3  R$  11,00  R$  19,99 182%
Marca 4  R$    3,98  R$    5,99 151%
Marca 5  R$    9,99  R$  18,90 189%
Marca 6  R$    9,99  R$  12,90 129%
Marca 7  R$    6,61  R$  10,90 165%
 R$  19,90  R$  22,90 115%
Marca 8  R$    3,41  R$    7,90 232%
 R$  12,61  R$  24,90 197%
Marca 9  R$  11,45  R$  37,90 331%
Marca 10  R$  10,90  R$  19,90 183%
 R$  34,90  R$  48,90 140%
Marca 11  R$  19,29  R$  20,61 107%
 R$  27,80  R$  49,90 179%
Marca 12  R$  18,29  R$  25,99 142%

 

Ou seja, de uma loja para outra, haverá sempre variações de preços, e não necessariamente todos os preços são menores em uma determinada loja. Ofertas podem ser aproveitadas em alguns casos, e, considerando as lojas online, sempre é importante considerar quanto irá se pagar de frete.

E não é só com os lápis de cor que a diferença de preços entre as lojas é extremamente alta. Também comparamos as canetas esferográficas (diferença chegou em ), apontador (207%), borracha (160%) e lápis preto (197%).

Dicas

Todos esses dados reforçam a ideia de se planejar e economizar na compra do material escolar. Abaixo, listamos algumas dicas para isso:

  1. Pesquise preços em diferentes lojas e e-commerces (aproveite buscadores de preço como o Buscapé, Google Shopping e Zoom). Busque lugares com promoções.
  2. Simule a compra da lista de material nos e-commerces, colocando tudo no carrinho. Sairá o preço final da compra e quanto de frete você pagará (em alguns casos, depois de certo valor o frete é grátis).
  3. Na hora de ir fazer a compra leve a lista (e também a calculadora!). Se for levar os filhos, converse antes de ir explicando a importância do planejamento financeiro e quanto vocês poderão gastar. Lembre-se que muitas marcas fazem diversos produtos para conquistar o público mais jovem, mas, que muitas vezes, pela alta procura e por estarem na moda, são os produtos mais caros.
  4. Seja criativo. Muitos materiais que sobram dos anos anteriores podem ser reaproveitados. Utilize adesivos, encape-os e mostre que a criatividade pode gerar materiais super bacanas.
  5. Aproveite grupos de pais e ex-alunos para conseguir materiais emprestados e para juntar todos para fazer compras coletivas, que podem resultar em preços melhores.
  6. Não vai mais precisar de um determinado material? Você pode emprestar para outros alunos, vender ou até doar para quem precisa.
  7. Se for parcelar, planeje-se para pagar as parcelas sem precisar usar cheque especial ou rotativo do cartão de crédito.

Deixe uma resposta

2 × três =

Fechar menu