O que são os apps de pagamentos?

O que são os apps de pagamentos?

Quem acompanhou alguma live solidária que os cantores fizeram nestes tempos de pandemia deve reparado que os recebimentos das doações muitas vezes são feitos por meio de um QR Code que aparece no canto da tela, que acaba sendo direcionado para algum site ou aplicativo.

Muita gente já conhecia aplicativos como PicPay, Mercado Pago e Ame Digital, porém, para muitos, é tudo uma novidade. Estas plataformas são Fintechs chamadas de Apps de Pagamentos, e, como mostraremos a seguir, eles possuem algumas particularidades que os diferenciam das contas bancárias. A ideia principal deles é o pagamento de contas direto pelo celular.

Os apps de pagamentos funcionam como uma carteira eletrônica, na qual é possível transferir valores e fazer pagamentos em estabelecimentos credenciados. Para ter dinheiro nesta carteira digital, o usuário pode cadastrar seu cartão de crédito ou receber transferências de outros usuários.

A diferença destas plataformas em relação aos bancos digitais é que elas não possuem todos os serviços característicos de um banco, ficando mais restritos aos pagamentos e transferências. Pelas normas do Banco Central, estes aplicativos são reconhecidos como Instituição de Pagamento (IP).

Todas as plataformas que mostraremos não possuem taxa para abrir e manter a conta. Elas podem possuir taxas para realização de pagamentos e transferências. Confira alguns dos principais aplicativos existentes no mercado brasileiro:

  • PicPay

O PicPay foi fundado em 2012 e em maio chegou na marca de 20 milhões de clientes. De acordo com o site da própria plataforma, o valor médio que os usuários movimentam por mês é de R$ 1 bilhão e existem mais de 1,5 milhão de estabelecimentos que aceitam pagamento pelo PicPay.

A plataforma aceita transferência de valores entre seus usuários, parcelamento de boletos com pagamento via cartão de crédito, recargas (celular, games e meios de transporte), realizar pagamentos em estabelecimentos, deixar o saldo aplicado (aplicação automática que rende 100% do CDI) e até receber cashback em alguns pagamentos. Para os pagamentos, existem taxas que podem ser consultadas no site deles. A empresa também possui um cartão de débito e uma conta especial para universitários.

Os estabelecimentos podem se cadastrar e oferecer o recebimento via PicPay nas compras físicas (via QR Code) ou também em plataformas digitais (e-commerce). É possível também receber valores de assinaturas, por meio do PicPay Assinaturas. A taxa de recebimento no PicPay é de 1,99%.

  • Mercado Pago

O Mercado Pago é o app de pagamentos do Mercado Livre. Ele também possibilita que usuários façam pagamentos em estabelecimentos que estejam credenciados e transferências para outros usuários.

Além disso, é possível fazer recargas de celular, pagamento de boletos, recarga de cartão de transporte e aproveitar descontos em estabelecimentos parceiros. A adição de dinheiro na plataforma pode ser por meio do cartão virtual da Caixa, TED, pagamento na Lotérica ou pagamento via boleto. Há a opção de deixar o cartão de crédito vinculado à conta. E o Mercado Pago também permite retirada de dinheiro para contas bancárias.

Para os estabelecimentos, além da possibilidade de receber via QR Code ou digital, é possível também realizar empréstimos.

  • Ame Digital

O Ame Digital, além da possibilidade de pagamento nos estabelecimentos credenciados (Lojas Americanas, Submarino, Shoptime e Sou Barato), também possibilita compra de passagens rodoviárias, contratação da Bike Itaú, compra de cupons MaxMilhas para passagens aéreas, crédito em games, voucher do Cabify e compra de ingressos e o cartão presente. A plataforma também oferece cashback. Para os pagamentos, é necessário cadastrar um cartão de crédito.

Para os estabelecimentos, há a opção da venda via QR Code em pontos físicos e os pagamentos digitais.

  • PayPal

O PayPal é um app de pagamentos conhecido mundialmente. De acordo com o site da plataforma, já são mais de 250 milhões de pessoas que usam o PayPal no mundo todo. Por meio dele é possível realizar pagamentos em estabelecimentos credenciados como 99, Ingresso.com, Rappi, Uber, Shell Box e Netshoes.

Para adicionar recursos na plataforma, é possível vincular um cartão de crédito ou gerar um boleto. Ao contrário dos anteriores, não é possível pagar boletos pelo PayPal.

Para os negócios, o foco é nas soluções digitais. O PayPal possui fácil integração com as principais plataformas de e-commerce do Brasil. As taxas podem ser consultadas no site deles.

  • PagSeguro

Muita gente considera o PagSeguro o “PayPal brasileiro”. Para muitos, inclusive, trata-se da primeira carteira digital do Brasil. Fundada em 2006, a plataforma é muito utilizada para pagamentos e recebimentos. Os estabelecimentos podem receber tanto em vendas físicas, por meio de maquininhas, quanto em forma digital, por links de pagamentos. As taxas podem ser consultadas no site do PagSeguro.

Mais recentemente a empresa criou o PagBank, sua conta digital. Por meio dela é possível fazer transferências, pagamentos, recarga de celular, empréstimos, saques e o cartão pode ser usado internacionalmente.

  • Recarga Pay

O Recarga Pay foi fundado em 2009 e é uma das carteiras digitais mais tradicionais no Brasil. As soluções oferecidas são: pagamentos com cartão de crédito ou débito, empréstimos, envio de dinheiro e pagamento via QR Code. A plataforma também oferece cashback.

Existem três tipos de contas, que possuem condições e taxas diferentes entre elas.

Para as empresas, há a maquininha de cartão, empréstimos, revenda de pagamentos de contas, recarga de celular, cartão de transporte e a possibilidade de vendas via QR Code.

  • Iti

O Iti é o app de pagamentos do Itaú. Por meio dele é possível fazer transferências para qualquer banco, fazer pagamentos via cartão de crédito e via QR Code. Para os estabelecimentos, os pagamentos são recebidos via QR Code direto do celular, pelas maquininhas da Rede ou por automação, com taxa de 1%.

  • Rappi Pay

O Rappi Pay é o app de pagamentos da Rappi. A conta, além de possuir um cartão, possibilita os pagamentos via QR Code. Também é possível fazer transferências gratuitas para qualquer outro usuário.

  • Code Money

O Code Money, criado em 2015, possibilita pagamentos transferência de valores para outros usuários, com integração do cartão ou adição de recursos via boleto bancário. Também é possível realizar saques para contas bancárias. A plataforma também disponibiliza um programa de indique e ganha, para novos usuários indicados. Os estabelecimentos podem oferecer a solução para recebimento via QR Code. A taxa é de 2,99%.

  • Celcoin

Através do Celcoin, lançado em 2016, além dos pagamentos tradicionais, é possível realizar recargas de celulares, Google Play, games, TV pré-paga e Netflix. Além disso, o usuário pode obter fontes de renda extra, através da venda de chips de celular, passagens de ônibus e jogos.

  • Apple Pay

O Apple Pay é um aplicativo exclusivo para quem tem aparelhos da Apple. A grande ideia dele é fazer compras sem precisar passar o cartão físico. Por meio dele é possível fazer compras sem contato em lojas, apps e e-commerces, além de fazer transferências. O usuário integra seu cartão, possibilitando fazer este tipo de pagamento. Cartões Mastercard, Visa, Elo, Itaú, Bradesco, Banco do Braisl e Porto Seguro são aceitos. Nos estabelecimentos físicos, ele funciona através da aproximação com as maquininhas de cartão. Em sites, há uma grande lista de parceiros que aceitam esta modalidade de pagamento.

  • Google Pay

O Google Pay funciona de maneira similar ao Apple Pay. O usuário cadastra seus cartões e os pagamentos podem ser feitos por aproximação nas maquininhas de cartão ou digital. As instituições financeiras que possibilitam que seus cartões sejam cadastrados no aplicativo são: Banco do Brasil, Banrisul, Bradesco, Brasil Pré-Pagos, Caixa, Credicard, Itáu, Neon, Next e Porto Seguro.

  • Samsung Pay

A ideia do Samgung Pay é a mesma do Apple Pay e do Google Pay: não precisar de cartão físico para fazer compras, com pagamentos por aproximação de aparelhos da Samsung nas maquininhas de cartão. O aplicativo possibilita cadastro de cartões de bandeira Mastercard e Visa. Uma função interessante é o Samsung Rerwards, programa de recompensas que possibilita resgate de prêmios.

  • Payly

A Payly possibilita realizar pagamentos via celular boletos e QR Codes, além de receber e enviar dinheiro para outras pessoas. O dinheiro pode ser adicionado na conta por meio de TED ou boleto. Para os estabelecimentos, que podem receber via QR Code, a taxa é de 0,6%.

  • IQ Contas

A IQ Contas é uma empresa do grupo Red Ventures e possui uma diferenciação em relação as demais plataformas apresentadas. Na IQ Contas o usuário deixa cadastradas todas as contas que ele quiser que tenham pagamento automático, via cartão de crédito. Isto é possível por meio de parcerias que a empresa tem junto às concessionárias de eletricidade, água, gás, telefonia e IPTU.

Qual escolher?

Como dissemos, nenhum destes apps cobram pela abertura e manutenção de conta. Procure observar nos estabelecimentos, físicos e digitais, nos quais você faz compra, quais são os apps aceitos e veja se existem condições especiais. Descontos, cashbacks, economia, praticidade e segurança nas transferências e pagamentos são pontos que podem te beneficiar.

De uma maneira geral, podemos perceber que por meio destes app as principais funções são:

  • Fazer pagamentos e transferências por meio do cartão de crédito (via celular)
  • Receber e enviar transferências sem custos
  • Recarregar celular, games, outros
  • Receber cashback em compras

E se você tem um negócio, também vale a pesquisa por plataformas que podem ser boas soluções para você receber de seus clientes, de forma prática, segura e com taxas menores.

Deixe uma resposta

Fechar Menu