Comportamento dos preços dos Ovos de Páscoa

Comportamento dos preços dos Ovos de Páscoa

Já fizemos um artigo no blog analisando o comportamento dos preços dos produtos na Black Friday. Agora chegou a ver o que acontece com os preços dos ovos de Páscoa. Antes de mais nada, devemos lembrar que a Páscoa tem produtos, os ovos, que são vendidos exclusivamente para esta data. Não conseguimos, por exemplo, ir no segundo semestre em lojas e comprar os ovos de chocolate. No máximo, é possível comprá-los logo depois do Carnaval até a semana posterior à Páscoa, quando os ovos, supostamente, são liquidados.

Ou seja, os produtores dos ovos e os comércios que os vendem precisam fazer suas campanhas para as vendas nesse período, com o que sobrar, não há muito o que se fazer. E se formos analisar o comportamento dos preços, percebemos como essa relação da oferta e da demanda se aplica. Os ovos, quando lançados, costumam vir com um preço mais alto, principalmente aqueles que são novidades. Até algumas semanas antes do feriado esse preço vai caindo, e, voltam a subir ou se mantem constantes próximos a semana da Páscoa. Passado o feriado, o preço volta a cair para os tradicionais saldões de Páscoa. Veja alguns exemplos (as Páscoa do ano passado e deste ano estão representadas pelas setas azuis):

Outro fator que é importante ser notado: o crescimento dos preços de um ano para outro. Se investíssemos R$ 1,00 para ser corrigido pela inflação, nesse período de 1 ano, o novo valor seria de R$ 1,03, ou seja, um aumento de 3%. Já os ovos, considerando os exemplos acima, tivemos a seguinte relação de preços:

Como podemos ver, os preços dos ovos tiveram reajustes bem acima da inflação, ou seja, o tempo de trabalho para compra-los aumentou. Portanto, planejamento e uma boa educação financeira são imprescindíveis para quem deseja presentear com ovos.

Este post tem 3 comentários

Deixe uma resposta

Fechar Menu