Qual o custo da rotação de funcionários para as empresas

Qual o custo da rotação de funcionários para as empresas

A rotatividade de uma empresa pode ser um dos fatores primordiais para a queda de desempenho. Um índice de turnover alto é sinal de custos elevados e perca produtividade para as empresas. Já parou para analisar quanto uma empresa chega a gastar com demissões e contratações?

A retenção de talentos é um grande desafio para as empresas e esbarra, justamente, na alta rotatividade. Hoje em dia, os profissionais são mais “inquietos”, eles buscam por novos desafios e experiências e isso tem diminuído o tempo deles em uma empresa. Isso reflete negativamente nos números de qualquer negócio.

Controlar o índice de turnover é uma das principais obrigações do setor de RH para garantir que a empresa não gaste demais na contratação e demissão de funcionários. Em casos, onde a taxa de turnover supera os 5% é preciso ligar o “alerta” e repensar a estratégia.

O que é o índice de turnover?

O índice de turnover é a média dos colaboradores que foram contratados, demitidos ou pediram demissão em um determinado período. É importante frisar que esse índice representa custos para a empresa, independente do nível, mas que uma estratégia de retenção de talentos é fundamental para diminuí-lo ao mínimo possível.

Em outras palavras, contratar alguém ou demitir um funcionário é algo que pode acontecer ocasionalmente. Até mesmo pedidos de demissão podem e vão ocorrer, o que não pode haver é uma grande frequência. Isso eleva o índice de turnover e se torna um problema para a empresa.

Como a rotatividade eleva os custos da empresa?

A alta rotatividade medida pelo índice de turnover representa custos para qualquer negócio. Já explicamos acima, que mesmo que em pequena proporção ela sempre ocorrerá, mas é importante ficar de olho em seus números.

Uma empresa com índice de turnover alto está tendo problemas de rotatividade. Muitos profissionais estão saindo e chegando da empresa em pouco tempo. Isso pode elevar bastante os custos.

A contratação e demissão de funcionários pode gerar custos extras no orçamento de qualquer empresa. Entre os gastos, podemos citar o pagamento da rescisão de contrato dos colaboradores e os custos de um novo recrutamento. Despesas com treinamentos para a capacitação de profissionais também entra nesta conta.

Além disso, empresas com alto índice de turnover sempre estão “desfalcadas”, o que acaba levando a uma baixa de produtividade. Também é preciso incluir o tempo gasto com recrutamentos, treinamentos e cálculos de rescisão. Afinal, tempo é dinheiro e quanto maior for o tempo gasto com esses fatores, menos dinheiro uma empresa está ganhando.

Como calcular o índice de turnover?

A rotatividade pode indicar problemas em sua estratégia de recrutamento e seleção de profissionais. Também é possível apontar erros numa tentativa de reter talentos, caso uma empresa tenha um índice de turnover elevado.

Avaliar este indicador é a chave de uma boa estratégia de RH. O ideal é que esse índice atinja, no máximo, 5%. Monitorar a taxa é importante, já que ao passar de 5% indica que algo está errado, é preciso ligar o “alerta” e fazer ajustes na estratégia.

É possível calcular o índice de turnover por meio da seguinte fórmula:

Turnover = [(admissões + demissões) / 2] / total de colaboradores no mês anterior x 100.

Em um exemplo básico, vamos pegar um período de 12 meses para analisar o índice de turnover de uma empresa. Digamos, que essa empresa conte com 120 funcionários e que mensalmente ocorreram 12 admissões e 12 desligamentos de profissionais.

O cálculo ficaria assim:

Turnover = [(12+12) /2] / 120 x 100

Neste exemplo, o índice de turnover seria de 10%, o que indicaria um índice de turnover bastante alto. O ideal, como podemos perceber é ter o menor número de contratações, e principalmente, desligamentos possíveis para manter o índice de turnover numa proporção aceitável.

Índice de turnover é o indicador da efetividade do RH

Como explicamos no texto, o índice de turnover elevado representa uma despesa extra para uma empresa. Em outras palavras, esse é um custo adicional que poderia ter sido evitado com uma estratégia mais eficiente.

Por isso, esse dado é indicador da efetividade do RH da empresa. Uma empresa que mantém o índice de turnover baixo tem processos de recrutamento e seleção qualificado e uma estratégia de retenção de talentos eficaz. Dessa maneira, a empresa consegue manter os profissionais por mais tempo, vendo-os crescer dentro da própria empresa.

Agora, uma empresa com índice de turnover alto está no caminho inverso. Isto é sinal de que o RH está falhando em seus processos de seleção e pode apontar ainda que o clima organizacional não é bom.

Existem diversos fatores que podem levar a alta rotatividade, entre eles: a baixa remuneração, péssimas condições de trabalho, clima organizacional ruim e a dificuldade de integração/adaptação dos colaboradores ao negócio.

É importante que o setor de RH se mantenha atento a contratação de novos profissionais para responder a altura e desenvolver novas ações que gerem um índice de turnover estável. Isso é fundamental para a saúde financeira de uma empresa.


Este artigo é um guest post da redação da Red Ventures

Deixe uma resposta

Fechar Menu